CANAL DA AÇÃO CULTURAL

Loading...

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Festival de Carnaval

Samba, marcha e frevo no Festival de Carnaval do Estúdio F

Eduardo Weber 22/01/15 15:12 - Atualizado em 22/01/15 15:25

O Estúdio F promove o seu festival carnavalesco com marchas, frevos, sambas, grandes cantores do rádio e homenagens às escolas de samba (Reprodução)
Sábado de carnaval. O Estúdio F promove o seu festival carnavalesco com marchas, frevos, sambas, grandes cantores do rádio e homenagens às escolas de samba, representada pela Estação Primeira de Mangueira, com o registro de Joyce para “Mundo de zinco” (Wilson Batista / Nássara) e pela aquela cujas cores são o azul e o branco: na voz de Monarco, dele e Candeia, “Portela é uma família reunida”.

Quem traz as grandes marchas de carnaval é o grupo Garganta Profunda. O grupo apresenta uma seleção de clássicos de João Barro, o Braguinha, com “Moreninha da praia”, “Linda lourinha”, “Cadê Mimi?” e “A multa é tal”.

Para representar o carnaval nordestino, temos o frevo. Na verdade são os dois primeiros frevos de dois compositores pernambucanos. O cantor Claudionor Germano interpreta “É de amargar” (Capiba) e “Frevo número 1 do Recife” (Antonio Maria).

O samba de carnaval está presente com obras de Candeia (“Último bloco” e “Não soube perdoar”), Assis Valente (“E o mundo não se acabou” e “Camisa Listrada”) e Geraldo Pereira (“Escurinho” e “Escurinha”). A ainda duas estrelas da Rádio Nacional são lembradas no Festival de Carnaval do Estúdio F. Emilinha Borba canta “Chiquita bacana” e Marlene interpreta “Se a Lua contasse”.    AQUI

Nenhum comentário: