CANAL DA AÇÃO CULTURAL

Loading...

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Malucos de Estrada - parte II - Cultura de BR




 Os “malucos de estrada” são os protagonistas/atores sociais de uma expressão cultural brasileira que apresenta características singulares, comportando uma cosmovisão, práticas, estilos de vida, fazeres e saberes que conferem suas matizes características. No entanto, nos últimos quarenta anos sua existência tem sido folclorizada ou mesmo criminalizada pela sociedade e instituições públicas devido a sua invisibilidade e a falta de reconhecimento por parte dos gestores da cultura.

Em “Cultura de BR”, desfolclorizamos o “hippie” brasileiro e promovemos uma primeira abertura sobre alguns dos conceitos que norteiam a cultura da “malucada”. Pedras de maluco, mangueios, mocós, o sentimento de família, os códigos, a maluquês misturada com a lucidez, o sentido e a direção de uma busca libertária pela expressão genuína do ser interno que habita em cada um de nós.

Curtiu? Colabore com a continuidade desse projeto:



Algumas observações sobre o documentário "Malucos de Estrada II - Cultura de BR". Pois é, pra quem não percebeu, nossa trilogia vai começar pelo meio.
É um filme que existe por si só, mas, como parte de uma obra, seu entendimento se amplia no conjunto, logo, cuidado com conclusões precipitadas acerca do que será mostrado. Acreditamos que o vídeo suscite mais perguntas do quê respostas. Se ao terminar de assistir, essa for a principal impressão, cremos que cumprimos o nosso propósito.
Este vídeo poderia ter mil formas, mil narrativas. Isso se deve a diversidade do universo cultural da malucada e também a enorme quantidade de material registrado. Nosso intuito foi tentar conciliar os múltiplos interesses em jogo. Desde a necessidade de gerar um material que forneça subsidio para futuras pesquisas e um reconhecimento como manifestação cultural do movimento por parte da institucionalidade, passando pela importância da malucada se reconhecer no filme, pensamos também na expectativa dos colaboradores em assistir um bom filme e outras sutilezas que estão em jogo.
No mais, dois salves importantes:
1- Não tivemos como traduzir e legendar o vídeo. Vamos precisar de uma força colaborativa pra concluir essa parte, se você pode ajudar, entre em contato pelo e.mail belezadamargem@gmail.com .
2- Qualquer um pode produzir um lançamento do filme em sua cidade, cineclube, casa, praça. Atualmente o diretor Rafael Lage está em São Paulo e se dispõe a comparecer e realizar um bate papo com o público, caso seja convidado, mas infelizmente não temos como custear o transporte e estadia do mesmo para outras cidades.

Nenhum comentário: