VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 25 de janeiro de 2014

Disputando mentes e corações. O problema principal do Brasil é a corrupção ou é os poderes politicos (parlamentos, executivos e judiciário) controlados pelo poder econômico (empresas capitalistas)?

Na primeira reunião da articulação de animadores de círculos bíblicos em Aracaju, a campanha do plebiscito pela reforma politica foi aprovada como gesto concreto em 2014.

Penso que o fundamental é falar para além das mentes e corações das gentes que participam das organizações de esquerda.

Falar neste caso, com linguagens diferentes e/ou mais contemporâneas, como as linguagens artisticas ou da comunicação digital. Falar menos com os discursos em tom professoral e para marcar posição de grupos corporativos ou partidários, por isso se estendendo por um tempo demasiado longo e cansando os antigos militantes ou os novos ativistas.

Falar também com ações não tão demasiado politicas como passeios de bicicletas, saraus, concurso de pipas, concurso de grafites temáticos, concurso de filmes de celulares, relacionados ao tema, exposição de vídeo em data show, acompanhado de apresentações artísticas em escolas, praças, igrejas, salões comunitários e tudo o mais que a imaginação da juventude for capaz de produzir.

Destaco a juventude, porque é nesta seara, onde os setores ligados ao pensamento conservador ou de direita, investem com mais força em trabalhos voltados para a despolitização e desinformação e porque a juventude é lócus ou lugar da energia necessária para aumentar a chama das lutas e das conquistas por mais justiça e mais democracia, como junho de 2013 tão bem mostrou.

Abaixo, um texto que escrevi há alguns anos e que utilizo como manifesto pessoal em defesa da reforma politica com financiamento público de campanha.
Zezito de Oliveira 





Nenhum comentário: