VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Tem inicio Cine-Realidade, primeiro cineclube em uma escola sergipana com temática voltada para histórias e cenários das periferias.

O Cine-Realidade  começou bem,  com a escolha do filme “Uma onda no ar”, bastante elogiado por todos os presentes. A estréia aconteceu  na tarde do dia 15 de agosto de 2015, na Escola Estadual Júlia Teles.

 Também foram elogiados a abertura da escola em um sábado a tarde para apresentar um tipo de programação dessa natureza, assim como a participação do jornalista e radialista Renato Nogueira, cuja fala serviu  para  inspirar/provocar  reflexão sobre o tema da democratização da comunicação. 
 Em especial,  diante das manifestações contra e a favor do golpe politico-midiático-judicial, programada para os dias seguintes, as  quais no  caso da primeira  recebe uma cobertura muito maior dos órgãos de imprensa, prejudicando o equilíbrio da democracia a favor daqueles que possuem maior renda e que exploram o trabalho da maioria da população.

 A participação em horário de pico chegou  perto da meta pretendida de 20 pessoas, em razão de pessoas que chegaram mais tarde e outras que saíram  mais cedo. Uma presença de  destaque foi a de representantes do Cineclube Siri, que tem estréia prevista para o dia 23 de agosto e do coletivo de grafite Socorreria, todos residentes em bairros situados no complexo Taiçoca, do mesmo município do qual faz parte o conjunto Jardim, Nossa Senhora do Socorro.

 Isso aumenta ainda mais a importância de  programação cultural como esta,   aproximar e unir entre si,  pessoas que residem no Jardim e nas imediações e estas  com pessoas de outros bairros.

 O lanche comunitário, uma contribuição de várias pessoas que se fizeram presentes,  realizou na prática,   um pequeno exemplo do milagre da multiplicação dos pães. 

Como  no Evangelho,  quando todos tiram um pouco de si, nada falta para os outros . O pudim de leite foi uma das atrações, uma delicia para o paladar, além dos chocolates e refrigerantes. A partilha aconteceu também no campo dos recursos materiais. A  escola cedeu o espaço limpo e arrumado com a tela de projeção, o Ponto de Cultura Juventude e Cidadania/Ação Cultural cedeu os equipamentos para a projeção e o som.

 Se há uma maneira de realizarmos mais milagres como este, eis o segredo da receita,  mais colaboração e compartilhamento  de recursos e conhecimentos. 

Os próximos filmes  serão sugeridos pelos integrantes e parceiros do projeto Rap Identidade Cultural, iniciativa da qual o cineclube faz parte. 


A segunda atração prevista para o dia 29 de agosto  é o filme  “Na quebrada”.  A programação será quinzenal e não necessariamente ligado ao universo da cultura hip-hop, porém a temática preferencialmente abordará as histórias e os cenários das periferias, periferias geográficas e periferias existenciais.  Uma das sugestões para outras edições partiu do radialista Renato Nogueira, o filme “Ônibus 174”. 

 Buscaremos sempre utilizar filmes originais  em função da qualidade da imagem  e para não fortalecer a cópia ilegal. Para isso,  aceitamos doações ou empréstimos de  filmes em formato  DVD . 

Em termos de apoio por meio de editais para a utilização de  recursos públicos, não contamos por enquanto,  com nenhuma ajuda neste sentido, mas aguardamos a chegada de recursos já aprovados junto ao governo federal,  para adquirirmos mais equipamenos, cópias de filmes, custeio das despesas com o transporte do equipamento  e com a  divulgação e com o transporte para os debatedores convidados.

A proposta é escolhermos sempre filmes que possam colaborar para informar e  divertir  ao mesmo tempo. A roda de conversa, como dessa primeira vez,  será sempre em um formato de circulo com bate-papo.
O público convidado é toda a família, salvo quando o filme tiver classificação indicativa que recomende o limite de idade.

 

A programação constará de um  longa metragem e de um curta, preferencialmente sergipano ou de vários curtas e média metragem, e será realizada  quinzenalmente nos dias de sábados.

Antes do término da programação, dois jovens integrantes da equipe de realizadores do filme   "Flores no Jardim" foram até os estúdios da rádio aperipê fm, programa rua da cultura,  para falar sobre a experiência e a seleção do "Flores do Jardim" no Festival Visões Periféricas,  que acontecerá no periodo de 18 a 23 de agosto no Rio de Janeiro.



 

















Nenhum comentário: