CANAL DA AÇÃO CULTURAL

Loading...

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

GOVERNO DE SERGIPE, ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA E CÂMARA DE VEREADORES DECIDEM COLAR NA ESCOLA JÚLIA TELES.

Fotos da reunião realizada em 08 de agosto de 2013, no local.

Sozinho

Caetano Veloso

Quando a gente gosta
É claro que a gente cuida
Fala que me ama
Só que é da boca pra fora

Ou você me engana
Ou não está madura
Onde está você agora?


Diretor Anselmo
Por que você me esquece e some?
E se eu me interessar por alguém?
E se ela, de repente, me ganha? (A INDIFERENÇA, A INDISCIPLINA, AS DROGAS, A VIOLÊNCIA E ETC..)

Diretor Gaspeu DRE-08
Por que você me deixa tão solto?
Por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho

Representantes da Associação de Moradores - Dôra
Professora e Deputada Ana Lúcia



RELATÓRIO DA REUNIÃO NO JÚLIA TELES COM REPRESENTANTES DE PODERES PÚBLICOS.
08 DE AGOSTO DE 2013

Compromissos da SEED: A obra de pequena monta será concluída em 30 dias (12 de setembro) com as aulas suspensas; O Secretário da Educação se comprometeu a entrar em contato com o prefeito para que este colabore com a segurança da escola; Haverá a construção de uma nova quadra em uma formato pré-moldado possibilitando a aceleração da construção e a durabilidade. A firma contratada ficará até novembro; A obra de construção do muro será realizado a partir de agora, ao contrário do que foi dito na primeira reunião; O orçamento da segurança eletrônica já foi realizado; O número de vigilantes do turno da noite, será ampliado para o número de dois, atendendo a sugestão da comunidade para possibilitar mais disposição para quem for trabalhar neste horário; O programa Cidadania e Paz na Escola será implantado após o retorno as aulas.
Compromissos da Associação dos Moradores: Para acompanhar as obras e comunicar ao secretário os problemas que por ventura venha a acontecer, foi passado a duas representantes da comunidade o telefone do secretário. ( com o apoio da dep. Ana Lúcia 15 pessoas participaram da reunião com o secretário da educação, após o incêndio).
Compromisso do Diretor Anselmo: criação de um conselho de mães e pais; Eleição de um líder de classe e formação de um grêmio.
Compromisso das mães: Cobrar do aluno (filho) disciplina e o cuidado com o patrimônio público; Reconhecer que a comunidade é parceira do sucesso e do fracasso da escola: A escola por ser pública é de todos os nós, por isso devemos colaborar e cobrar.
Compromissos do vereador José Hilton - Solicitar ao prefeito para colaborar com a escola, buscando parceria com a guarda municipal, além da melhoria da iluminação e do serviço de esgoto, também solicitou a presença de pais e mães para acompanhá-lo nesta reunião com o prefeito.
Outros compromissos:
SEED - Em termos de melhoria da oferta de escolas para os moradores do Jardim, está prevista a construção de uma escola de ensino médio na comunidade com recursos do PROINVEST; Doar uma parte do terreno excedente da escola para a secretaria da segurança, prefeitura e etc..para contribuir com a segurança.
Solicitações:
Uma mãe presente, solicitou a construção de uma sala de recursos para crianças especiais.
Carol, secretária da escola, solicitou a presença de pessoas na escola, nos intervalos de horários em que não tem aula.
A professora e deputada Ana Lúcia veio visitar a feira do Conj. Jardim no domingo após o incêndio no sábado, a convite de pessoas da comunidade e chegou a visitar o Júlia Teles a tempo de testemunhar restos do incêndio e na segunda feira, telefonou ao secretário da educação e o mesmo se comprometeu em fazer uma reforma emergência e estrutural. A deputada em sua fala afirmou que é preciso a participação da prefeitura também , pois se faz necessária, uma melhora geral na comunidade, além da escola - é muito lixo, mercado fechado, buracos e etc..
Disse mais, é preciso discutir o destino da escola, inclusive a propósito da doação do terreno. É importante não esquecer a construção de um parque infantil e de uma brinquedoteca para as crianças menores. Nesta perspectiva de participação é preciso aprender a participar, ouvir o pessoal em grupos menores e por turnos.
Logo após a fala da dep. Ana Lúcia, o professor e agente cultural Zezito de Oliveira falou da necessidade de contemplar a construção de um auditório para apresentações artísticas, reuniões e etc.. Como acontecia com o planejamentos de construção dos CAICS, lembrou como foi importante o auditório que existiu no antigo CAIC do Conjunto Jardim, bastante utilizado por toda a comunidade, além da própria escola.
Solicitou ao engenheiro a necessidade de que isso aconteça na reforma de pequena monta ou na ampliação, defendendo que isso seja feito como um padrão para todas as escolas da rede.
A defesa desta demanda foi realizada com base na quantidade de energia que crianças, adolescentes e jovens detém e que precisa ser canalizada para atividades criativas e saudáveis e que reforce o papel da escola, como a cultura e o esporte, do contrário, disse, com a falta de opções da juventude para a prática das artes, do esporte e do lazer, a opção é ficar a mercê daquilo que a rua ou a televisão oferece.
Como é visível a ausência da prefeitura em ações estruturantes de cultura e esportes no bairro, o professor Zezito solicitou ao vereador José Hilton que reforçasse junto a prefeitura a construção de um grande complexo de cultura, esporte e lazer, como os Centros Unificados de Esporte e Artes (CEUs) ou Praça da Juventude, sendo que a prefeitura pode contar com o apoio do Governo Federal nesta empreitada.

Leia também: ESSA ESCOLA É UMA ROUBADA! AQUI

  Escola Estadual Júlia Teles - Os técnicos e gestores da SEED indo aonde o povo está. clique aqui


 Escola em Sergipe é incendiada - clique aqui

 Secretário anuncia reforma emergencial na Escola Estadual Júlia Teles. Clique aqui

Assunto co-relacionado.
  Boa idéia para Sergipe e outros estados.

CONVITE: Diálogo sobre o Plano Juventude Viva na Bahia

A Articulação do Plano Juventude Viva na Bahia, e o Conselho de Desenvolvimento da Comunidade do Estado da Bahia – CDCN, convida representantes de organizações da sociedade civil (movimentos negros e juvenis) para uma roda de conversa onde o Plano Juventude Viva estará em pauta. O Diálogo sobre o Plano Juventude Viva na Bahia, acontece neste domingo, 18 de agosto, às 13h, no auditório do CDCN, Rua Ribeiro Santos, 42, Pelourinho, Salvador.

Os homicídios são hoje a principal causa de morte de jovens de 15 a 29 anos no Brasil e atingem especialmente jovens negros do sexo masculino, moradores das periferias e áreas metropolitanas dos centros urbanos. Dados do Ministério da Saúde mostram que mais da metade (53,3%) dos 49.932 mortos por homicídios em 2010 no Brasil eram jovens, dos quais 76,6% negros (pretos e pardos) e 91,3% do sexo masculino. Na Bahia, dos 3.786 casos de homicídios registrados em 2010, nos 19 municípios com maiores índices absolutos de morte por agressão, quase 67% foram de jovens (15 a 29 anos), e desses mais de 90% foram de jovens negros (pretos e pardos).

No intuito de dar uma resposta a essa problemática, o Governo Federal construiu de forma participativa com a sociedade civil organizada, o Plano Juventude Viva, um Plano Nacional de Prevenção à violência contra a Juventude Negra.

O Plano Juventude Viva é um desafio do Governo Federal sob coordenação da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial - SEPPIR, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, por meio da Secretaria Nacional de Juventude - SNJ, e é fruto de uma intensa articulação interministerial para enfrentar a violência contra a juventude brasileira, especialmente os jovens negros, principais vítimas de homicídio no Brasil.

Construído por meio de um processo amplamente participativo, o Plano reúne ações de prevenção que visam a reduzir a vulnerabilidade dos jovens a situações de violência física e simbólica, a partir da criação de oportunidades de inclusão social e autonomia; da oferta de equipamentos, serviços públicos e espaços de convivência em territórios que concentram altos índices de homicídio; e do aprimoramento da atuação do Estado por meio do enfrentamento ao racismo institucional e da sensibilização de agentes públicos para o problema.

O Plano Juventude Viva constitui uma oportunidade histórica para enfrentar a violência, problematizando a sua banalização e a necessidade de promoção dos direitos da juventude. Além das ações voltadas para o fortalecimento da trajetória dos jovens e transformação dos territórios, o Plano busca promover os valores da igualdade e da não discriminação, o enfrentamento ao racismo e ao preconceito geracional, que contribuem com os altos índices de mortalidade da juventude negra brasileira. Trata-se de um esforço inédito do conjunto das instituições do Estado para reconhecer e enfrentar a violência, somando esforços com a sociedade civil para a sua superação.

SERVIÇO:

O que: Diálogo sobre o Plano Juventude Viva na Bahia.

Quando: 18 de agosto de 2013 (domingo), às 13h.

Onde: Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra – CDCN, Rua Ribeiro Santos, 42, Pelourinho, Salvador-Ba.

Horário: 13h

Responsáveis:

Geovan Bantu, Mailson Perreira e Sayonara Malta (Articuladores do Plano Juventude Viva na Bahia)

Tel.: (71) 8123 4640 - geovan.juventudeviva@gmail.com

Dj Felipe Castelo Branco Alves (Conselheiro e Secretário Executivo do CDCN, Coordenador da CMA Hip-Hop)

Tel.: (71) 3117-1553, 9151-0631 - cmahiphop007@gmail.com

Para saber mais:
http://www.juventude.gov.br/juventudeviva/plano-juventude-viva-no-seu-municipio

Nenhum comentário: