VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 31 de agosto de 2013

Sarau Multicultural no mês de setembro em dose dupla.


CANCELADO O SARAU DO DIA 28/09, POR MOTIVO DE FÔLEGO DA EQUIPE. (NOVA DATA SERÁ AGENDADA) AGRADECEMOS A TODOS QUE CONTRIBUÍRAM PARA O SUCESSO DO SARAU COM ZÉ VICENTE.

O Sarau Multicultural deste mês será realizado de forma estendida em 21 de Setembro, sábado,  a partir das 17 horas, no seminário maior Nossa Senhora da Conceição, localizado no Loteamento Pousada Verde, bairro Lamarão, Aracaju e com entrada franca,    considerando o encontro musical com o artista cearense  Zé Vicente como uma extensão do Sarau Multicultural.

 

 no dia 28 de Setembro, sábado, das 14 ás 17h, no anexo da igreja São Pio X, bairro 18 do Forte,  teremos  o Sarau Multicultural Itinerante, tendo como tema “Cidades Sustentáveis – Ecologia Urbana em parceria com os agentes ligados as comunidades eclesiais de base (CEBs) e ao centro de estudos bíblicos (CEBI), fazendo memória e perseguindo a utopía das  jornadas ecológicas realizadas em 2011 e 2012.




Neste primeiro Sarau Itinerante contaremos na roda de conversa,  com a participação de José Firmo, Especialista em Gestão Urbana e Planejamento Municipal e  Lizaldo Ferreira Ambientalista e Poeta, ambos da coordenação do Fórum em Defesa da Grande Aracaju e com  reflexão e ativismo de muitos anos em prol de uma Aracaju e de um Sergipe mais humano, sustentável, democrático e mais  justo.
Dentro da programação, estaremos apresentando algumas textos poéticos de autores brasileiros e sergipanos com temática voltada a questões ligadas a ecologia e aos  cuidados com a integridade da criação.
 
José Firmo

Como acontece em todo o Sarau estaremos apresentando uma programação que consta de exibição audiovisual, nesta edição com o  curta Do Outro Lado do Rio produzido pelo Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira. Este trabalho conta a história de um pescador embrutecido pelas circunstâncias da vida e retrata o dia a dia com sua filha, uma menina tímida e cheia de sonhos. A gravação foi feita em Aracaju e na Barra dos Coqueiros sob a orientação da equipe do Instituto de Cinema e Vídeo de Londrina – Kinoarte.
 
Ainda como parte da programação teremos danças circulares regionais e um momento orante e celebrativo inspirado em textos bíblicos, canções da MPB com temática ecológica, da comunidade ecumênica deTaizé e de autores ligados as CEBs e ao CEBI.

No mês de outubro, o Sarau Multicultural retorna ao formato inaugural, novamente no clube flamengo circulista.

Obs: Para este primeiro sarau itinerante pedimos a quem vier,   que traga frutas, doces bolos regionais e sucos para compartilhar.
Quem trouxer dinheiro poderá adquirir livros, cds, dvds e objetos de artesanato a preços bem acessíveis.

Dia da TERRA

Você que é filho do mesmo útero
Que não tem outra mãe
Nem onde ficar
Vive do que produz a superfície
O solo
O subsolo
A água
O ar
E em derredor
Demos a mão pra ir em frente
A mãe doente
Já pede socorro
Viver a vida por aqui
Não é mais viver
Vida repleta
Está poluída
Queimada
Devastada
Arruinada
Fedida
Gaia reclama com razão
A dor do parto
Por filho ingrato
Que não a ama
Sem compaixão
Você que dorme
E como consome suas entranhas
Suas águas
Tuas nascentes
Teus bichos
E plantas
Sente o ar fresco
O aroma das matas
Deslizando no rosto
Não tem desgosto
Dos rios e oceanos entupidos
Fedidos de lodo
Esgoto
É pau e pedra em todo lugar
É o fim do caminho
Como chegar
Onde respirar
Ar puro tá caro
Só embalado
Terra fértil
Terra farta
Terra sadia
Prometida
Mundo pequeno
Abandonado
Devastado
Mundo veneno
Nesse seu dia
Mais que poesia
Quero providências
Sou um a mais na constelação
A defender meu latifúndio
Meu velho mundo
Dou-lhe a mão
Vamos sair desse lugar
Pra onde fugir
Meu lugar é aqui
Nossas vidas coexistem
Quero ver-te preservado
Meu chão abençoado
Bonito
E regado de amar
Esperança
Multicolor
Com vida em abundância.
Lizaldo Vieira




Cidades Sustentáveis
São cidades com práticas, ações, exemplos que objetivam e favorecem para a sustentabilidade do município

Lizaldo Vieira (foto acima) 
SUSTENTABILIDADE!
A ideia de sustentabilidade está bastante clara no capitulo 225 da constituição brasileira de 1988, Quando diz: Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para os presentes e futuras gerações.
Atualmente, o termo sustentabilidade é utilizado para designar o bom uso dos recursos naturais da Terra, como a água, as florestas, reservas naturais e etc.
A palavra sustentável tem origem no latim "sustentare" , que significa sustentar, apoiar, conservar. O conceito de sustentabilidade está normalmente relacionado com uma mentalidade focada em atitude ou estratégia que sejam ecologicamente correta, viável a nível econômico, ambientalmente equilibrada, socialmente justa e com valorização da diversificação cultural.
Sustentabilidade virou um tema central e essencial nos vários projetos mundiais , e é utilizado para chamar atenção de diversos produtos e serviços, existem carros com conceito de sustentabilidade, prédios, industrias, empreendimentos, e até mesmo roupas. É um conceito amplo para mostrar que o produto fabricado foi feito sem danificar ou prejudicar o meio ambiente, através de praticas ecologicamente corretas, que não polui, e adota as praticas do Reduzir, reutilizar e reciclar e não utiliza madeiras de locais proibidas, sem certificação e etc.
Existem diversos conceitos ligados a sustentabilidade com preservação da diversidade e garantindo a integridade do patrimônio genético do país , através do crescimento sustentado, que é um crescimento econômico perene e seguro. A disposição da gestão sustentável, já dispõe de tecnologia para os setores dirigentes de uma organização que valoriza todos os fatores englobados, e é essencialmente ligado ao meio ambiente.

Cidades Sustentáveis
São cidades com práticas, ações, exemplos que objetivam e favorecem  a sustentabilidade do município

O que são
As cidades sustentáveis são aquelas que adotam uma série de práticas eficientes voltadas para a melhoria da qualidade de vida da população, desenvolvimento econômico e preservação do meio ambiente. Geralmente são cidades muito bem planejadas e administradas. Atualmente existem várias cidades no Brasil e no mundo que já adotam práticas sustentáveis. Embora não podemos encontrar uma cidade que seja 100% sustentável, várias delas já praticam ações sustentáveis em diversas áreas.
Principais práticas adotadas pelas cidades sustentáveis
- Ações efetivas voltadas para a diminuição da emissão de gases do efeito estufa, visando o combate ao aquecimento global.
- Medidas que visam a manutenção dos bens naturais comuns.
- Planejamento e qualidade nos serviços de transporte público, principalmente utilizando fontes de energia limpa.
- Incentivo e ações de planejamento para o uso de meios de transporte não poluentes como, por exemplo, bicicletas.
- Ações para melhorar a mobilidade urbana, diminuindo consideravelmente o tráfego de veículos.
- Promoção de justiça social.
- Destino adequado para o lixo. Criação de sistemas eficientes voltados para a reciclagem de lixo. Uso de sistema de aterro sanitário para o lixo que não é reciclável.
- Aplicação de programas educacionais voltados para o desenvolvimento sustentável.
- Investimentos em educação de qualidade.
- Planejamento urbano eficiente, principalmente levando em consideração o longo prazo.
- Favorecimento de uma economia local dinâmica e sustentável.
- Adoção de práticas voltadas para o consumo consciente da população.
- Ações que visem o uso racional da água e seu reaproveitamento.
- Práticas de programas que visem a melhoria da saúde da população.
- Criação de espaços verdes (parques, praças) voltados para o lazer da população.
- Programas voltados para a arborização das ruas e espaços públicos.
Exemplos de cidades com práticas sustentáveis no Brasil
- João Pessoa - destaque na proteção de áreas ambientais.
- Extrema - preservação de áreas protegidas e conservação das águas.
- Curitiba - planejamento urbano voltado para a sustentabilidade.
- Paragominas - combate ao desmatamento.
- Santana do Paranaíba - cooperativa de catadores.
- Londrina - eficiente programa de coleta seletiva do lixo.
Exemplos de cidades com práticas sustentáveis no mundo
- Barcelona (Espanha) - mobilidade urbana e grande uso de energia solar.
- Copenhague (Dinamarca) - excelente na infraestrutura para o uso de bicicletas.
- Freiburg (Alemanha) - programas eficientes voltados para o uso racional de veículos automotores.
- Amsterdã (Holanda) - mobilidade urbana.
- Viena (Áustria) - prioridade para a compra de produtos ecológicos por parte da prefeitura.
- Zaragoza (Espanha) - sistema eficiente voltado para a economia de água.
- Thisted (Dinamarca) - 100% de uso de energia sustentável.

Como chegar a essa cidade sustentável
Introdução

Acompanhamos no dia-a-dia o quanto o ser humano está destruindo o meio ambiente. O crescimento das cidades, as indústrias e os veículos estão causando transtornos para o ar, o solo e as águas. O desenvolvimento é necessário, porém, o ser humano precisa respeitar o meio ambiente, pois dependemos dele para sobreviver neste planeta.
Conceito
Desenvolvimento sustentável significa obter crescimento econômico necessário, garantindo a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento social.


Sugestões para o desenvolvimento sustentável:

- Reciclagem de diversos tipos de materiais: reciclagem de papel, alumínio, plástico, vidro, ferro, borracha, etc;
- Coleta seletiva de lixo;
- Tratamento de esgotos industriais e domésticos para que não sejam jogados em rios, lagos, córregos e mares;
- Descarte de baterias de celulares e outros equipamentos eletrônicos em locais especializados. Estas baterias nunca devem ser jogadas em lixo comum;
- Geração de energia através de fontes não poluentes como, por exemplo, eólica, solar e geotérmica.
- Substituição, em supermercados e lojas, das sacolas plásticas pelas feitas de papel;
- Uso racional (sem desperdício) de recursos da natureza como, por exemplo, a água;
- Diminuição na utilização de combustíveis fósseis (gasolina, diesel), substituindo-os por biocombustíveis;
- Utilização de técnicas agrícolas que não prejudiquem o solo;
- Substituição gradual dos meios de transportes individuais (carros particulares) por coletivos (metrô);
- Criação de sistemas urbanos (ciclovias) capazes de permitir a utilização de bicicletas como meio de transporte eficiente e seguro;
- Incentivo ao transporte solidário (um veículo circulando com várias pessoas);
- Combate ao desmatamento ilegal de matas e florestas;
- Combate à ocupação irregular em regiões de mananciais;
- Criação de áreas verdes nos grandes centros urbanos;
- Manutenção e preservação dos ecossistemas.
- Valorização da produção e consumo de alimentos orgânicos.
- Implantação, nos grandes centros urbanos, da técnica do telhado verde.

Estas são apenas algumas sugestões para que o ser humano consiga estabelecer o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a manutenção do meio ambiente. Desenvolvimento sustentável é o grande desafio do século XXI e todos podem colaborar para que possamos atingir este importante objetivo.

Exemplos de desenvolvimento sustentável
Cidades sustentáveis
Responsabilidade Ambiental
Consumo consciente
Boa Gestão Ambiental dos recursos naturais
Reduzir, reutilizar e reciclar - os 3 Rs da sustentabilidade
Priorizar os Alimentos orgânicos
Sustentalidade Social
Sustentabilidade Empresarial
Reciclagem
Energia Sustentável e renovável
Agenda 21
Rio+20
Coleta seletiva no município
Pegada Ecológica
Adotar nas escolas Livros sobre desenvolvimento sustentável
Consumo Sustentável
Logística Reversa
Responsabilidade ambiental

 


Desenvolvimento ou sociedade sustentável?

Leonardo Boff








 



A reflexão crítica tem criado vasto convencimento de que o propalado "desenvolvimento sustentável" no sistema capitalista (pode ser válido num sistema localizado) é uma armadilha que cabe denunciar. A lógica do desenvolvimento neste sistema imperante contradiz a lógica da sustentabilidade. Ele se entende linear, ilimitado e supõe o infinito dos recursos da natureza. A sustentabilidade nos alerta de que vivemos num pequeno planeta, super-habitado, com recursos limitados, alguns renováveis e outros não. Se não elaborarmos um desenvolvimento (que precisamos) bem dosado e equitativo do qual todos possam se beneficiar, inclusive os demais membros da comunidade de vida à qual pertencemos, podemos ir ao encontro de um desastre.

Analistas como o prêmio Nobel de química Christian de Duve começa seu conhecido livro Poeira vital: a vida como imperativo cósmico afirmando que estamos assistindo a sintomas globais que, outrora, no processo evolutivo, antecipavam grandes devastações que atingiram a Terra. Mas há uma diferença, diz ele: outrora eram meteoros rasantes ou cataclismas naturais que devastavam a biosfera. Hoje o meteoro rasante mais perigoso se chama ser humano. Temos que cuidar e vigiar esse "meteoro" ameaçador e imprevisível.

A melhor forma de fazê-lo é deslocar o eixo do desenvolvimento para o da sustentabilidade. O que importa é termos uma sociedade sustentável que encontre para si o desenvolvimento de que precisa para garantir a base material de sua reprodução fazendo com que então o desenvolvimento participe desta sustentabilidade. Como é a sustentabilidade?

Uma sociedade é sustentável quando se organiza e se comporta de tal forma que ela, através das gerações, consegue garantir a vida dos cidadãos e dos ecossistemas na qual está inserida. Quanto mais uma sociedade se funda sobre recursos renováveis e recicláveis, mais sustentabilidade ostenta. Isso não significa que não possa usar de recursos não renováveis. Mas ao fazê-lo, deve praticar grande racionalidade especialmente por amor à única Terra que temos e em solidariedade para com gerações futuras. Há recursos que são abundantes como o carvão, o alumínio e o ferro, com a vantagem de que podem ser reciclados.

Uma sociedade só pode ser considerada sustentável se ela mesma, por seu trabalho e produção, se tornar mais e mais autônoma. Se tiver superado níveis agudos de pobreza ou tiver condições de crescentemente diminui-la. Se seus cidadãos estiverem ocupados em trabalhos significativos. Se a seguridade social for garantida para aqueles que são demasiadamente jovens ou idosos ou doentes e que não podem ingressar no mercado de trabalho. Se a igualdade social e política, também de gênero, for continuamente buscada. Se a desigualdade econômica for reduzida a niveis aceitáveis. Por fim, se seus cidadãos forem socialmente participativos e destarte puderem tornar concreta e continuamente perfectível a democracia. Por estes critérios o Brasil está ainda longe de ser uma sociedade sustentável.

Tal sociedade sustentável deve se colocar continuamente a questão: quanto de bem estar ela pode oferecer ao maior número possível de pessoas com o capital natural e cultural de que dispõe? Obviamente esta questão supõe a prévia sustentabilidade do Planeta sem a qual todos os demais projetos perderiam sua base e seriam vãos.

- Leonardo Boff é teólogo e filósofo

Nenhum comentário: